Admissão para criação de FAV para hemodiálise

Ir em baixo

Admissão para criação de FAV para hemodiálise

Mensagem por amaral bernardo em Seg 28 Jan 2019, 06:20

"Não consigo encontrar um código para o acesso ao hospital ou “encounter“ para criação de fístula arteriovenosa (FAV). 
 Só encontro um código Z aplicável que é o Z99.2 que significa end stage renal disease. 
 Posso colocar também N18.6 mas não sei como coloco o motivo do internamento que é a criação da fístula. 
 Qual a forma mais correcta de codificar este episódio ?"


(Responde Fernando Lopes)
 
 
Não existe na ICD-10-CM um código Z específico para os episódios destinados à criação de fístula arteriovenosa (FAV) para hemodiálise.
O Capítulo 21 Factors influencing health status and contact with health services (Z00-Z99) tem uma secção, Z40-Z53 Encounters for other specific health care, que contempla um conjunto de 'admissões' para a realização de procedimentos dentro de uma filosofia determinada:
 
Chapter 21
Factors influencing health status and contact with health services (Z00-Z99)
Z codes represent reasons for encounters. A corresponding procedure code must accompany a Z code if a procedure is performed. 
Categories Z00-Z99 are provided for occasions when circumstances other than a disease, injury or external cause classifiable to categories A00-Y89 are recorded as 'diagnoses' or 'problems'.This can arise in two main ways:
(a) When a person who may or may not be sick encounters the health services for some specific purpose, such as 
- to receive limited care or service for a current condition, 
- to donate an organ or tissue, 
- to receive prophylactic vaccination (immunization), or 
- to discuss a problem which is in itself not a disease or injury.
(b) When some circumstance or problem is present which influences the person's health status but is not in itself acurrent illness or injury.
 
Se lermos com atenção esta nota do início do Capítulo 21 verificaremos que ele se destina a situações que não sendo de doença ou lesão (classificável entre A00 e Y89) são registadas como problemas ou razões para o contacto com o serviço de saúde.
E nos exemplos dados encontra-se o internamento de uma dador de rim (não está doente), as consultas para vacinação profilática (idem) e os cuidados "limitados".
 
Então, se a criação de uma FAV se destina ao tratamento da doença renal crónica, esta doença é classificada  como diagnóstico principal no respetivo capítulo (14 Genitourinário) e não aqui, no capítulo 21 (códigos Z).
 
Dentro deste capítulo encontra-se a categoria Z49 Encounter for care involving renal dialysis que contempla os tais cuidados limitados ('limited care or service') como são a implantação de cateter venoso (Z49.01) ou de cateter peritoneal (Z49.02) para diálise, mas não a criação de FAV, uma intervenção cirúrgica.
 
O código Z99.2 Dependence on renal dialysis, apenas assinala que o doente tem uma FAV para diálise e/ou já está a fazer diálise (peritoneal, por exemplo).
 
Assim, um episódio em que um doente com insuficiência renal crónica que já faz diálise por cateter é admitido para realizar uma fístula arteriovenosa para diálise, codifica-se deste modo:
N18.6      End stage renal disease  (terminal porque já faz diálise)
Z99.2      Dependence on renal dialysis
03180ZF Bypass Left Brachial Artery to Lower Arm Vein, Open Approach (por exemplo)
 
 
Fernando
amaral bernardo
amaral bernardo

Mensagens : 175
Data de inscrição : 19/12/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum