Codificação da injeção de imunoglobulina Anti-D (Rh)2

Ir em baixo

Codificação da injeção de imunoglobulina Anti-D (Rh)2

Mensagem por amaral bernardo em Ter 17 Jul 2018, 06:23

"Relativamente a este assunto gostaria de referir o seguinte:
 
1) existe uma fonte oficial (CC 2014,4Q,16) que refere que a codificação da imunoglobulina Anti-D deve ser codificada como 3E0234Z Introduction of Serum, Toxoid and Vaccine into Muscle, Percutaneous Approach - e a pergunta referida nesse Coding Clinic é especificamente como é que se codifica a administração da Imunoglobulina anti-D;
 
2) se consultarmos a tabela das drogas, verificamos que a Imunoglobulina se encontra na subcategoria T50.Z- "Other Vacine and biological substances" e não na subcategoria T45.8- "other primarily systemic and hematological agents" que inclui o sangue e seus derivados;
 
3) ou seja, do ponto de vista clínico, o que o Sr. Prof. Fernando Araújo refere é certamente correcto. Contudo, a classificação ICD-10 tem neste caso, como em muitos outros, uma discordância com a clínica... e nós devemos codificar de acordo com as regras da codificação e não de acordo com os critérios clínicos. Veja-se o que as próprias Guidelines da ICD-10-CM referem nas suas convenções (I.A.19) "Code assignment is not based on clinical criteria used by the provider to establish the diagnosis". - Claro que isto diz respeito aos diagnósticos, e neste caso estamos a falar de um procedimento. No entanto, nos procedimentos também temos de respeitar o que a classificação estabelece por exemplo em relação às body parts, apesar de existirem algumas diferenças com a clínica.... 
 
4) Se a classificação, na sua tabela das drogas, considera que a imunoglobulina anti-D está enquadrada numa subcategoria de vacinas e não nos produtos ou derivados do sangue, e tendo ainda uma referência específica no Coding Clinic, julgo que a codificação da Imunoglobulina deverá ser 3E0234Z Introduction of Serum, Toxoid and Vaccine into Muscle, Percutaneous Approach, apesar de compreender, perfeitamente, que é uma discordância com a clínica.
 
Esta é a minha opinião que tentei fundamentar com dados objectivos. Julgo que é importante a discussão mas, ainda mais importante, será a elaboração de consensos... só assim se conseguirá uma uniformidade na codificação clínica."
 
Jorge Labandeiro


(Responde Fernando Lopes)

 
 
A argumentação está correta. Não posso deixar de concordar.
Embora se trate dos diagnósticos, as notas da lista tabular separam claramente as globulinas dos derivados do sangue:
 
T45.8 Poisoning by, adverse effect of and underdosing of other primarily systemic and hematological agents
Poisoning by, adverse effect of and underdosing of liver preparations and other antianemic agents
Poisoning by, adverse effect of and underdosing of natural blood and blood products
Poisoning by, adverse effect of and underdosing of plasma substitute
Excludes2: poisoning by, adverse effect of and underdosing of immunoglobulin (T50.Z1)
poisoning by, adverse effect of and underdosing of iron (T45.4)
transfusion reactions (T80.-)
 
T50.Z1 Poisoning by, adverse effect of and underdosing of immunoglobulin
 
 
Fernando Lopes
avatar
amaral bernardo

Mensagens : 57
Data de inscrição : 19/12/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum